Posts Tagged ‘cuidados’

h1

Falta de cuidados diário é inimiga dos cabelos

07/05/2011

Veja 12 erros que as mulheres cometem

Toda mulher reclama do próprio cabelo, isso é lei!!! Oleoso, pontas duplas, ressecado, quebradiço, opaco, muito ou pouco volume,  sempre tem algo a se queixar. Mas, para que isso tenha fim, é preciso cuidados seguidos à risca. Veja quais hábitos danificam os fios e aprenda como cuidar:

1. Usar condicionador na raiz: o condicionador colabora com o aumento da oleosidade e, como tampa os poros capilares, aumenta a incidência de caspa. Os cabelos que possuem raiz oleosa, o condicionador pode aumentar ainda mais a produção de sebo e, em casos mais avançados,  a caspa pode aparecer, já que o condicionador irá fazer o couro cabeludo ficar com excesso de umidade, tampando os poros capilares.

2.Não hidratar: a hidratação tem a capacidade de dar leveza e nutrir os fios, recuperando a maciez, o brilho e o aspecto saudável do cabelo. Em função do grande uso dos produtos químicos – tinturas, alisamentos, relaxamento, entre outros -, os fios tendem a ficar danificados. A hidratação serve para reverter tudo isso, mesmo em cabelos oleosos é preciso fazer hidratações com produtos específicos.

3.Deixar o condicionador no cabelo: o condicionador abre as escamas dos fios, assim conseguem penetrar e tratá-los. Mas é recomendado deixar o produto depois do banho, porque as escamas não se fecham, o cabelo fica elástico e acaba ficando quebradiço.

4.Lavar os cabelos com água quente: Não use água muito quente, pois ela pode causar irritações no couro cabeludo, estimulando a produção de sebo e favorecendo a oleosidade, o que também inibe o crescimento dos fios. Varie sempre o xampu e o condicionador e use um xampu de limpeza profunda – uma vez por semana ou a cada 15 dias – para retirar excessos de químicas, sujeira e oleosidade para que o couro respire melhor.

5.Usar máscara hidratante na praia: O ideal, Para tomar sol, é passar um creme sem enxágue com proteção solar e nada mais.

6.Prender cabelo molhado: Não há problema quando feito de “vez em quando”, mas achar que vai domar o volume dos fios dando um nó em volta deles só vai deixá-los com raiva! Sem falar que manter o couro cabeludo molhado por muito tempo faz juntar fungos e criar caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda. Usar um leave-in e evitar o vento enquanto a cabeça não seca são medidas suficientes para evitar o cabelo armado.

7.Passar chapinha no cabelo molhado: Resumindo, é um pecado!  A gravidade é tanta que dá para sentir os efeitos na mesma hora. Os fios são profundamente agredidos, além de queimados, eles se quebram, aí só cortando mesmo! O ideal é secar bem antes de passar a chapinha.

8. Secar os cabelos do jeito errado: o ideal é mantê-lo a 30 centímetros de distância da cabeça e sempre com a temperatura intermediária ou fria, nunca na máxima, para não queimar e danificar os fios. Também evite direcionar o jato quente para a cabeça, isso estimula a oleosidade na raiz e diminui a duração da sua escova.

9.Ficar mais de três meses sem cortar: Não é papo de cabeleireiro não,  este é o tempo médio de duração de um corte. Passada essa fase, as pontas começam a abrir e os fios quebram-se com facilidade. Os arrepiados aumentam o volume e os fios fracos começam a cair.

10.Desembaraçar com escovas maleáveis demais: as cerdas moles são de manuseio mais difícil, além de quebrarem os fios. Por isso, os especialistas recomendam um pente com dentes bem largos e firmes ou uma escova do tipo raquete, mais resistente.

11.Fazer mais de duas químicas: você precisa escolher os tratamentos que quer aplicar. Relaxamento, coloração, progressiva, luzes, enfim, tudo isso junto deixa os fios porosos e fracos demais, arrebentando todas as pontas. Escolha dois tratamentos, no máximo, e faça no mínimo hidratações mensais.

12.Dispensar o creme sem enxágue: quem pretende aderir ao look natural, sem xampu, condicionador e cremes  sem enxágüe (também conhecidos como leave-in) não existem cachos bonitos. Isso porque cabelos crespos precisam de mais cuidados, pois as curvas dos fios dificultam que a oleosidade natural presente na raiz chegue até as pontas, assim, elas acabam ficando ressecadas, daí a importância da hidratação. E nada de improvisar, usando o condicionador como se fosse um leave-in. O enxague é necessário no caso do condicionador. Só assim as cutículas (camada externa) dos fios são fechadas. Do contrário, o cabelo enfraquece, quebrando mais facilmente e aumentando o efeito arrepiado.

Anúncios
h1

Guia: Manicure Perfeita

21/03/2011

Veja as dicas para o esmalte não empipocar, lixar as unhas e evitar manchas e descamação

Para quem tem um tempinho extra, optar em fazer as unhas em casa pode ser divertido e saudável, mas o grande problema é quando o esmalte empipoca, as unhas encravam ou descamam. Pensando nisso buscamos dicas para que não haja problemas na hora de fazer as unhas!

A lixa

Para aparar as unhas qualquer lixa serve, mas opte pelas mais finas para dar o acabamento final nas pontas e evitar que fiquem ásperas. As lixas bem finas e delicadas também são indicadas para tirar as ondulações que eventualmente apareçam na superfície.

Uma boa dica para tirar as ondulações é usar a Nutri-base Pró-Nivelamento da Colorama! Já usei e acabou com todas as ondulações das minhas unhas! 😉

Encravou?

VocÊ tem sofrido com unhas encravadas, anote a solução: pare de cortá-las, a parte lateral das unhas nunca deve ser cortada. A dica é  lixar sem alcançar profundidade, apenas acompanhando o formato natural da unha.

Base

Existem várias técnicas para aplicação da base, mas a mais importante é aplicá-la antes de qualquer cor, assim, a base facilita a remoção do esmalte e ainda evita que as unhas manchem com cores escuras.

Bolinhas não!!!

O segredo é: o esmalte empipoca nas ocasiões que em o produto está grosso ou o clima muito quente. A dica: Lavar as mãos com água gelada antes de começar a esmaltar as unhas – com a temperatura mais baixa, assim as indesejadas bolinhas não aparecerão. Fique de olho no prazo de validade dos esmaltes e livre-se dos frasquinhos vencidos ou armazenados inadequadamente.

Amarelou?!

Sempre que você retira o esmalte suas unhas ficam com um amarelado feio? Isso pode ser falta de base, a aplicação de esmalte escuro sem base faz com que as unhas manchem de amarelo. Agora, se o problema insiste em aparecer mesmo com as unhas esmaltadas, o problema pode ser a marca da base, que reage com o esmalte – na dúvida, troque por outro produto.

Tá tudo branco?

Quando remove o esmalte e encontra as unhas com manchas brancas, então é hora de dar um tempo, isso é o excesso de esmalte e acetona. A solução? Deixar as unhas “respirarem”, ou seja, livres de componentes químicos por alguns dias. Aproveite e aplique um creme hidratante para unhas e uma cera nutritiva nas cutículas, isso ajudará na recuperação. Aliás, o mais indicado é o uso de removedores ao invés de acetona, pois ela é muito agressiva e seu uso contínuo provoca ressecamento e descamação, deixando a unha mais fraca.